Calendar

São Paulo - SP / Brasil.

quinta-feira, dezembro 27, 2012

Mapeamento Colaborativo de Pontos de Alagamento na Cidade de São Paulo

Nossa colaboradora, Eliane, está desenvolvendo seu projeto de mestrado na Poli-USP na área de VGI (Volunteered Geographic Information) com aplicação no Mapeamento de Pontos de Alagamento na Cidade de São Paulo - SP.
Utilizando a ferramenta Ushahidi e hospedado no serviço Crowdmap, ela desenvolveu uma página para receber e visualizar informações sobre a ocorrência de pontos de alagamento na cidade de São Paulo - SP.
Por se tratar de Mapeamento Voluntário e Colaborativo (crowdsourcing)  precisamos da participação de todos os cidadãos que se disporem a colaborar informando sobre essas ocorrências, pois além de servir como um serviço público para alertar as pessoas sobre possíveis áreas de risco de alagamentos na cidade também servirá como contribuição voluntária para a coleta de dados necessários à conclusão da pesquisa científica de nossa colega.
https://pontosdealagamento.crowdmap.com
Para informar os pontos alagados envie um relato pelo site ou utilize o aplicativo para celular (instale o App Ushahidi - para Android ou iOS - e acrescente o link: https://pontosdealagamento.crowdmap.com você precisará também ter o dispositivo de GPS acionado em seu smartphone e acesso à Internet).

quarta-feira, dezembro 26, 2012

CartaLinx - Edição Vetorial com Topologia e Construção de Banco de Dados associado.

O laboratório ClarkLabs da Clark University (Worcester - MA/USA), produtora do IDRISI, o mais eficiente SIG para Análises Espaciais, está liberando gratuitamente o CartaLinx, um completo editor vetorial usado para criar coberturas (coverages / geometrias), que consiste nas definições das características espaciais em formato vetorial e tabela de valores de atributos associados. Estes dados são, então, normalmente exportado para um SIG.
Ele aceita dados de uma variedade de fontes, incluindo o uso de um mouse, dispositivos GPS e mesas digitalizadoras. Com o CartaLinx, independentemente do modo de entrada que você está usando, você pode usar cálculos COGO  (geometria de coordenadas) de distância e rumo para especificar o local do próximo vértice ou nó.



O CartaLinx usa um sistema topológico completo de edição/digitalização com capacidades para:
  • Automaticamente construir vetores com  topologia (conectividade entre nós, arcos e polígonos);
  • Geração automática de polígonos e de atribuição de identificação, por meio de localizadores de polígonos (pontos de etiquetas);
  • Inserção, deleção ou movimento de nós, arcos ou vértices de arco;
  • Transformação em tempo real de projeção / datum de dados digitalizados e de entrada do GPS para atender às especificações do sistema de referência do mapeamento;
  • Recurso de filtragem e extração de novos bancos de dados espaciais com base em atributos de características (filtro) ou localização (clip);
Ele também tem significativa capacidade de análise e mapeamento, incluindo:
  • Suporte na consulta banco de dados relacional, produzindo mapas personalizados com base em atributos específicos;
  • Suporte para modelagem matemática, a criação de novos campos de dados derivados usando operações matemáticas em campos existentes;
  • Recurso de consulta interativa, apresentando de imediato os atributos para qualquer recurso, basta clicar sobre uma feição;
  • Monitoramento de rotas em tempo real via GPS usando um fundo com imagem;
  • A colocação do texto com escala sensível ao dimensionamento.
Acesse a página da ClarkLabs {http://www.clarklabs.org/products/cartalinx.cfm} para baixar o CartaLinx e também copiar o serial para ser usado na instalação (por respeito aos direitos da ClarkLabs eu não vou colar o número aqui, acesse a página que você irá encontrá-lo).

- Respeite os direitos autorais, não copie publicações, pode publicar sobre as postagens em seu blog, desde que não faça cópia completa da publicação nem deixe de colocar o link para a postagem original e a referência aos autores.

sábado, dezembro 15, 2012

Cartografia de Risco de Incêndio Florestal com Software Open Source

Na página do Projeto do QGIS tem uma seção de 'Estudos de Casos' onde são publicados trabalhos usando o QGIS, o SEXTANTE (e seus programas acoplados), o PostGIS  e os Scripts Python.
O mais recente desses trabalhos publicado na página é:
Cartografia de Risco de Incêndio Florestal com Software Open Source (2010)
Foi produzido pelo Geólogo Pedro Venâncio, Mestre (M.Sc.) em SIG pela Universidade de Coimbra - Portugal.)
O texto está todo em português (Pt) e é um excelente exemplo de que, usando exclusivamente os FOSS4GIS (programas livres e abertos para SIG) somos capazes de elaborar trabalho completo com qualidade profissional.


Autor:
Pedro Venâncio B.Sc. in Geology, Postgraduate in Free Software and M.Sc. in Geographic Information Systems. He was a researcher at the Centre for Geophysics of the University of Coimbra, at the National Laboratory for Civil Engineering and is currently responsible for the service of Cartography and Geographic Information Systems at the Municipality of Pinhel.

Referências:
[1] Venâncio, Pedro. 2010. "Cartografia de Risco de Incêndio Florestal com Software Open Source" - Elaboração e Disponibilização Online (URL: http://goo.gl/TSv2E).

domingo, dezembro 02, 2012

Ajudem a salvar o Instituto Geológico do Estado de São Paulo

O Instituto Geológico (IG) faz parte do importante conjunto de Institutos Paulistas de Pesquisa  Científica e Desenvolvimento Tecnológico, patrimônio da sociedade paulista e de todos os cidadãos brasileiros.
E como os outros Institutos se encontra em estado de abandono por parte do Governo, que como sempre relega a Educação e o Desenvolvimento Científico e Tecnológico ao segundo plano (só quando o Ministério Público e a sociedade vem cobrar ações do Governo em momentos de crise  - os chamados "Desastres Naturais" - é que se imputa as responsabilidades da Defesa Civil e se corre atrás do conhecimento Geotécnico para evitar mais desastres, na maior parte causados pela má gestão e falta de planejamento urbano.
"Com o Projeto de Lei 604/2012, o Instituto Geológico terá de ser desalojado. O Instituto Geológico precisa de ações urgentes para a aquisição de novo prédio e mudança adequada de suas instalações técnicas e de pesquisa científica, que englobam Laboratórios, Acervos e Coleções Científicas, Biblioteca, Mapoteca, Acervo Histórico, além da construção do Laboratório Litoteca com verba já aprovada pela FINEP no valor de R$ 1.050.432,00. É necessário um prédio apropriado que permite o desenvolvimento de pesquisa científica e de inovação tecnológica em Geociências no Estado de São Paulo."
Assine a petição {http://www.avaaz.org/po/petition/NOVO_PREDIO_PARA_O_INSTITUTO_GEOLOGICO} e impeça que mais um patrimônio público que pertence à toda sociedade brasileira seja perdido.