Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2009

Modelagem Hidrológica

Primeiro, saiu a versão 1.5 do MWSWAT (MapWindow SWAT plugin), se você não dispõe do ArcGIS (ArcView + Spatial Analyst) para usar o ArcSWAT você pode instalar o MapWindow 4.7 (gratuito, roda em XP/Vista) e depois instalar o plugin. Ele inclue a capacidade de visualizar graficamente as variáveis de saída do modelo SWAT, quer estaticamente usando um resumo como média ou máxima, ou dinamicamente com uma animação de uma variável como uma série temporal.
Outro modelo hidrológico é o MGB-IPH (Modelo Hidrológico de Grandes Bacias - Instituto de Pesquisas Hidráulicas da UFRGS), desenvolvido por TUCCI e outros, é um modelo distribuído desenvolvido para aplicações em grandes bacias, isto é, com áreas superiores a 10.000 km². O roteiro descrito no manual do MGB é feito com o programa IDRISI, um dos melhores para análises e suporte á decisão.

Re-projeção de imagens

Tive um problema, ao baixar o Modelo Topográfico por Interferometria de RADAR (vulgo SRTM) do site da EMBRAPA (Brasil em Relevo), onde eles corrigiram os "buracos" (no data) das imagens e são divididos em folhas segundo o CIM - Carta Internacional ao Milionésimo, em coordenadas geográficas com elipsóide WGS84 e precisava passar para UTM (unidades em metros) com datum SAD69 (oficial do IBGE).Caso você ainda não saiba o código das folhas do CIM indicam o hemisfério e o fuso UTM da carta (por exemplo, a folha da cidade de São Paulo SF.23-Y-C significa hemisfério Sul (faixa F - a cada 4° apartir do equador é uma faixa de A até Z), 23 é o fuso UTM (6° de largura) e SF.23 é a carta na articulação 1:1.000.000, em seguida a proxima letra é a carta 1:500.000 e depois a 1:250.000 e assim por diante.A solução eu encontrei no site Free Geography Tools, excelente blog em inglês que sempre traz muitas dicas úteis. Dessa vez foi o ERDAS Viewfinder que é mais que um visualizador de imagens…